Resetar Senha

Busca Avançada
Resultados da sua Busca

Viajar sem passaporte: 3 países que aceitam apenas o RG

Publicada em 02/04/2018 por ascasas

[:pt]

Por maior que seja o seu desejo de conhecer as belezas naturais, cultura e tradições de determinado país, alguns entraves burocráticos podem levá-lo a mudar seu planejamento inicial.

Isso porque a obtenção de alguns documentos obrigatórios, como passaporte e visto, nem sempre é um processo simples. Pensando em driblar o excesso de exigências e facilitar a vida do turista, o governo brasileiro assinou, em 2008, um acordo com os demais integrantes do Mercosul.

Na prática, isso significa que é possível viajar sem passaporte para quase toda a América do Sul. Mas esse é um benefício que não se restringe somente aos países do nosso continente. Em caso de dúvidas, o ideal é que você entre em contato com as respectivas embaixadas.

Quer arrumar as malas sem ter dores de cabeça com taxas e entrevistas no consulado? Preste atenção as nossas dicas!

1. Argentina

Deixe de lado uma eventual antipatia por conta da rivalidade com nossos hermanos no futebol: visitar a Argentina pode ser uma excelente opção de roteiro para as suas próximas férias.

A capital, Buenos Aires, é um convite para os apreciadores de bons pratos preparados à base de carne. Mas há opções que prometem agradar a todos os paladares, já que a cidade é repleta de restaurantes.

Para os amantes do vinho, por sua vez, nossa sugestão é uma visita às vinícolas de Mendoza. A inclusão da Patagônia no roteiro promete diversão para todas as idades, especialmente para as crianças, que vão vibrar com a oportunidade de ver de perto castores e pinguins.

2. Chile

Além de ter o melhor IDH da América do Sul, o Chile também é beneficiado por sua geografia peculiar, que promete surpreender visitantes com os mais variados perfis. Tantos atrativos se juntam à praticidade de poder viajar sem passaporte.

Trata-se de um país de extremos climáticos: ao norte, está localizado o Deserto do Atacama, considerado o mais seco do mundo, ele abriga o Vulcão Licancabur. No outro extremo, quem gosta de frio pode visitar a porção chilena da Patagônia, aproveitando para contemplar a beleza de suas paisagens geladas.

As montanhas também se transformam em um irresistível convite aos praticantes de esportes radicais. Por fim, vale ressaltar que as experiências e sensações também se modificam conforme a estação do ano, o que reforça a ideia de que o país não deve ser visitado uma única vez.

3. Peru

Nossa última indicação exerce um especial fascínio sobre quem se interessa pela história. Afinal de contas, Machu Picchu é conhecida mundialmente como a cidade sagrada dos Incas, o que atrai a atenção de visitantes e arqueólogos do mundo inteiro.

Quem tem acesso às ruínas não titubeia em afirmar que a região emana uma energia indescritível, que mesmo os mais céticos admitem sentir. Não à toa, os esotéricos elegeram o local como o maior “chacra” da Terra, ou seja, o principal ponto de energia, por onde o planeta “respira”.

O Relógio de Sol, que fica na parte mais alta da cidade, é um dos pontos mais visitados. Bem distante dali, na porção chilena da Amazônia, vale a menção ao Rio Fervente, que recebeu esse nome por conta das altíssimas temperaturas de suas águas, que chegam a impressionantes 80º C.

Agora que você já conhece alguns países para os quais pode viajar sem passaporte, leia nosso tutorial com dicas para organizar uma viagem em família!

[:en]

Por maior que seja o seu desejo de conhecer as belezas naturais, cultura e tradições de determinado país, alguns entraves burocráticos podem levá-lo a mudar seu planejamento inicial.

Isso porque a obtenção de alguns documentos obrigatórios, como passaporte e visto, nem sempre é um processo simples. Pensando em driblar o excesso de exigências e facilitar a vida do turista, o governo brasileiro assinou, em 2008, um acordo com os demais integrantes do Mercosul.

Na prática, isso significa que é possível viajar sem passaporte para quase toda a América do Sul. Mas esse é um benefício que não se restringe somente aos países do nosso continente. Em caso de dúvidas, o ideal é que você entre em contato com as respectivas embaixadas.

Quer arrumar as malas sem ter dores de cabeça com taxas e entrevistas no consulado? Preste atenção as nossas dicas!

1. Argentina

Deixe de lado uma eventual antipatia por conta da rivalidade com nossos hermanos no futebol: visitar a Argentina pode ser uma excelente opção de roteiro para as suas próximas férias.

A capital, Buenos Aires, é um convite para os apreciadores de bons pratos preparados à base de carne. Mas há opções que prometem agradar a todos os paladares, já que a cidade é repleta de restaurantes.

Para os amantes do vinho, por sua vez, nossa sugestão é uma visita às vinícolas de Mendoza. A inclusão da Patagônia no roteiro promete diversão para todas as idades, especialmente para as crianças, que vão vibrar com a oportunidade de ver de perto castores e pinguins.

2. Chile

Além de ter o melhor IDH da América do Sul, o Chile também é beneficiado por sua geografia peculiar, que promete surpreender visitantes com os mais variados perfis. Tantos atrativos se juntam à praticidade de poder viajar sem passaporte.

Trata-se de um país de extremos climáticos: ao norte, está localizado o Deserto do Atacama, considerado o mais seco do mundo, ele abriga o Vulcão Licancabur. No outro extremo, quem gosta de frio pode visitar a porção chilena da Patagônia, aproveitando para contemplar a beleza de suas paisagens geladas.

As montanhas também se transformam em um irresistível convite aos praticantes de esportes radicais. Por fim, vale ressaltar que as experiências e sensações também se modificam conforme a estação do ano, o que reforça a ideia de que o país não deve ser visitado uma única vez.

3. Peru

Nossa última indicação exerce um especial fascínio sobre quem se interessa pela história. Afinal de contas, Machu Picchu é conhecida mundialmente como a cidade sagrada dos Incas, o que atrai a atenção de visitantes e arqueólogos do mundo inteiro.

Quem tem acesso às ruínas não titubeia em afirmar que a região emana uma energia indescritível, que mesmo os mais céticos admitem sentir. Não à toa, os esotéricos elegeram o local como o maior “chacra” da Terra, ou seja, o principal ponto de energia, por onde o planeta “respira”.

O Relógio de Sol, que fica na parte mais alta da cidade, é um dos pontos mais visitados. Bem distante dali, na porção chilena da Amazônia, vale a menção ao Rio Fervente, que recebeu esse nome por conta das altíssimas temperaturas de suas águas, que chegam a impressionantes 80º C.

Agora que você já conhece alguns países para os quais pode viajar sem passaporte, leia nosso tutorial com dicas para organizar uma viagem em família!

[:fr]

Por maior que seja o seu desejo de conhecer as belezas naturais, cultura e tradições de determinado país, alguns entraves burocráticos podem levá-lo a mudar seu planejamento inicial.

Isso porque a obtenção de alguns documentos obrigatórios, como passaporte e visto, nem sempre é um processo simples. Pensando em driblar o excesso de exigências e facilitar a vida do turista, o governo brasileiro assinou, em 2008, um acordo com os demais integrantes do Mercosul.

Na prática, isso significa que é possível viajar sem passaporte para quase toda a América do Sul. Mas esse é um benefício que não se restringe somente aos países do nosso continente. Em caso de dúvidas, o ideal é que você entre em contato com as respectivas embaixadas.

Quer arrumar as malas sem ter dores de cabeça com taxas e entrevistas no consulado? Preste atenção as nossas dicas!

1. Argentina

Deixe de lado uma eventual antipatia por conta da rivalidade com nossos hermanos no futebol: visitar a Argentina pode ser uma excelente opção de roteiro para as suas próximas férias.

A capital, Buenos Aires, é um convite para os apreciadores de bons pratos preparados à base de carne. Mas há opções que prometem agradar a todos os paladares, já que a cidade é repleta de restaurantes.

Para os amantes do vinho, por sua vez, nossa sugestão é uma visita às vinícolas de Mendoza. A inclusão da Patagônia no roteiro promete diversão para todas as idades, especialmente para as crianças, que vão vibrar com a oportunidade de ver de perto castores e pinguins.

2. Chile

Além de ter o melhor IDH da América do Sul, o Chile também é beneficiado por sua geografia peculiar, que promete surpreender visitantes com os mais variados perfis. Tantos atrativos se juntam à praticidade de poder viajar sem passaporte.

Trata-se de um país de extremos climáticos: ao norte, está localizado o Deserto do Atacama, considerado o mais seco do mundo, ele abriga o Vulcão Licancabur. No outro extremo, quem gosta de frio pode visitar a porção chilena da Patagônia, aproveitando para contemplar a beleza de suas paisagens geladas.

As montanhas também se transformam em um irresistível convite aos praticantes de esportes radicais. Por fim, vale ressaltar que as experiências e sensações também se modificam conforme a estação do ano, o que reforça a ideia de que o país não deve ser visitado uma única vez.

3. Peru

Nossa última indicação exerce um especial fascínio sobre quem se interessa pela história. Afinal de contas, Machu Picchu é conhecida mundialmente como a cidade sagrada dos Incas, o que atrai a atenção de visitantes e arqueólogos do mundo inteiro.

Quem tem acesso às ruínas não titubeia em afirmar que a região emana uma energia indescritível, que mesmo os mais céticos admitem sentir. Não à toa, os esotéricos elegeram o local como o maior “chacra” da Terra, ou seja, o principal ponto de energia, por onde o planeta “respira”.

O Relógio de Sol, que fica na parte mais alta da cidade, é um dos pontos mais visitados. Bem distante dali, na porção chilena da Amazônia, vale a menção ao Rio Fervente, que recebeu esse nome por conta das altíssimas temperaturas de suas águas, que chegam a impressionantes 80º C.

Agora que você já conhece alguns países para os quais pode viajar sem passaporte, leia nosso tutorial com dicas para organizar uma viagem em família!

[:es]

Por maior que seja o seu desejo de conhecer as belezas naturais, cultura e tradições de determinado país, alguns entraves burocráticos podem levá-lo a mudar seu planejamento inicial.

Isso porque a obtenção de alguns documentos obrigatórios, como passaporte e visto, nem sempre é um processo simples. Pensando em driblar o excesso de exigências e facilitar a vida do turista, o governo brasileiro assinou, em 2008, um acordo com os demais integrantes do Mercosul.

Na prática, isso significa que é possível viajar sem passaporte para quase toda a América do Sul. Mas esse é um benefício que não se restringe somente aos países do nosso continente. Em caso de dúvidas, o ideal é que você entre em contato com as respectivas embaixadas.

Quer arrumar as malas sem ter dores de cabeça com taxas e entrevistas no consulado? Preste atenção as nossas dicas!

1. Argentina

Deixe de lado uma eventual antipatia por conta da rivalidade com nossos hermanos no futebol: visitar a Argentina pode ser uma excelente opção de roteiro para as suas próximas férias.

A capital, Buenos Aires, é um convite para os apreciadores de bons pratos preparados à base de carne. Mas há opções que prometem agradar a todos os paladares, já que a cidade é repleta de restaurantes.

Para os amantes do vinho, por sua vez, nossa sugestão é uma visita às vinícolas de Mendoza. A inclusão da Patagônia no roteiro promete diversão para todas as idades, especialmente para as crianças, que vão vibrar com a oportunidade de ver de perto castores e pinguins.

2. Chile

Além de ter o melhor IDH da América do Sul, o Chile também é beneficiado por sua geografia peculiar, que promete surpreender visitantes com os mais variados perfis. Tantos atrativos se juntam à praticidade de poder viajar sem passaporte.

Trata-se de um país de extremos climáticos: ao norte, está localizado o Deserto do Atacama, considerado o mais seco do mundo, ele abriga o Vulcão Licancabur. No outro extremo, quem gosta de frio pode visitar a porção chilena da Patagônia, aproveitando para contemplar a beleza de suas paisagens geladas.

As montanhas também se transformam em um irresistível convite aos praticantes de esportes radicais. Por fim, vale ressaltar que as experiências e sensações também se modificam conforme a estação do ano, o que reforça a ideia de que o país não deve ser visitado uma única vez.

3. Peru

Nossa última indicação exerce um especial fascínio sobre quem se interessa pela história. Afinal de contas, Machu Picchu é conhecida mundialmente como a cidade sagrada dos Incas, o que atrai a atenção de visitantes e arqueólogos do mundo inteiro.

Quem tem acesso às ruínas não titubeia em afirmar que a região emana uma energia indescritível, que mesmo os mais céticos admitem sentir. Não à toa, os esotéricos elegeram o local como o maior “chacra” da Terra, ou seja, o principal ponto de energia, por onde o planeta “respira”.

O Relógio de Sol, que fica na parte mais alta da cidade, é um dos pontos mais visitados. Bem distante dali, na porção chilena da Amazônia, vale a menção ao Rio Fervente, que recebeu esse nome por conta das altíssimas temperaturas de suas águas, que chegam a impressionantes 80º C.

Agora que você já conhece alguns países para os quais pode viajar sem passaporte, leia nosso tutorial com dicas para organizar uma viagem em família!

[:]

Categoria: Ideias de Viagens

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

[:en]Subscribe To Our Newsletter [:pt] Inscreva-se em nossa Newsletter [:]

[:en]Subscribe To Our Newsletter [:pt] Inscreva-se em nossa Newsletter [:]

[:en]Join our mailing list to receive the latest news and updates from our team. [:pt]Colocando seu email abaixo você poderá receber nossas novidades e conteúdo segmentado para você diretamente em sua caixa de email. [:]

[:en]You have successfully subscribed! [:pt]Você se cadastrou com sucesso! [:]